Relacionamento » Quando a tentação bate à porta

Por Fabiana Corrêa

"Sou casada cinco anos com um homem maravilhoso e que eu amo, mas isso não impediu que eu conhecesse um outro homem no lugar em que trabalho e ficasse completamente envolvida por ele. Ele é misterioso, seguro de si e parece gostar muito de mim. O máximo que trocamos até agora foi um beijo no rosto mais atrevido, mas sei que não vamos ficar por . Não paro de pensar nisso um minuto e me sinto culpada e dividida. Será que isso é um sinal de que eu não gosto mais do meu marido?
E se eu terminar meu casamento por algo que pode não passar de uma aventura?"

Esse é um dos muitos depoimentos que recebemos por e-mail todas as semanas, contando uma encruzilhada comum, em que param muitos relacionamentos. É assim, o casamento ou o namoro vai bem, na cama está tudo certo, mas de repente chega um segundo homem. Envolvente, misterioso ou com qualquer outra qualidade muito atraente. E termina a tranqüilidade de qualquer mulher e começam as dúvidas.

Será que se sentir atraída ou mesmo apaixonada por outro homem é sinal de que eu não gosto mais do meu marido? É possível amar dois homens ao mesmo tempo? Esse é um sinal de que algo vai mal na relação? Devo viver esse caso? Essas perguntas são as que mais aparecem nas mensagens e não saem da cabeça de quem está à beira de viver (ou está vivendo) um romance extraconjugal.

Desejamos sempre

Uma coisa de cada vez. Sentir-se atraída por outro homem não é sinal de que você não ama mais o homem que está com você, seja marido ou namorado. Nosso estado normal, dizem os psicólogos, é desejar sempre coisas novas. Aquele sapato que você passou semanas cobiçando até, finalmente, comprar e levar para casa é um bom exemplo disso. Depois de usá-lo algumas vezes e ver o par no seu armário todos os dias, ele já não parece tão importante na sua vida quanto era há um mês atrás, reluzente na vitrine da loja. "Desejar constantemente é da nossa natureza", explica a psicanalista Walquíria Helena Grant, professora da Universidade de São Paulo.

Com pessoas acontece o mesmo. Estamos sempre querendo o que não temos. E as mulheres, pasmem, formam o sexo mais ativo nessa área. "Os homens fazem uma escolha e se acomodam", diz Walquíria. Eles podem até ter um casinho aqui e ali, mas não pensam em trocar a mulher escolhida. Nós, ao contrário, passamos menos tempo satisfeitas nos relacionamentos. Por isso estamos sempre reclamando que eles já não são mais tão românticos e amorosos quanto no início.

O amor acabou?

Mas então se interessar por um outro homem é sinal de que o relacionamento anda mesmo mal das pernas? Sim e não. Se está tudo realmente ma-ra-vi-lho-so, se vocês dois ainda estão naquela fase de descobertas em que tudo é lindo, dificilmente aquele bonitão do seu prédio terá alguma chance. Mas, depois de algum tempo ao lado de alguém, percebemos que esse alguém não é tão perfeito quanto parecia no início. Ele já não preenche todas as nossas necessidades (e não existe criatura nesse mundo que seja capaz disso) e, o que é pior, ronca. Se exatamente nessa hora aparece o bonitão, pronto para te apoiar quando você torce o pé na escada, olhando para você daquele jeito e com um corpinho de dar inveja ao Super-Homem, já viu.

Não é fácil resistir, é verdade, mas logo você, que estava tão tranqüila com seu lindinho? O amor acabou? Pode ser, mas se você continua certa de que ama aquele homem, é mais provável que esse seja um sinal de que o calor do comecinho esfriou um pouco. E aí é normal procurar (mesmo que involuntariamente) em outros lugares o que você não tem mais em casa.

Cair na tentação ou não?

Eis a questão. Não existe resposta universal para essa pergunta. Cada uma tem que achar a sua. Se psicólogos pudessem dar conselhos, porém, provavelmente diriam que esse é um bom momento para se perguntar o que é que está faltando na sua relação. "As fantasias são como os sonhos", diz a psicanalista Marina Massi, da PUC de São Paulo. "Elas revelam coisas de que estão em nossas mentes e nem nós sabemos."
Então, se você está sonhando que o cara do terceiro andar vai te proporcionar noites quentes de sexo, é isso que pode estar em falta na vida que leva com seu amado. E é mais fácil esquentar a cama de vocês com novas fantasias do que pular para a do vizinho. "É um momento de tentar fazer o relacionamento funcionar melhor onde não está dando certo", explica Marina.
Se o que atrai você nesse outro homem é a segurança que ele passa ou o modo com que compreende seus problemas, pode ser a hora de falar para o seu marido/namorado que tem se sentido insegura com ele ou incompreendida. Sempre com cuidado para não magoar o rapaz e dizer que existe coisa melhor que ele no mercado.

É difícil resistir

E se ficou impossível resistir ao deus grego que está batendo na sua porta para pedir um pouco de...açúcar? O que fazer? Bem, faça o que quiser, mas arque com as conseqüências. Saindo com o moço, você põe fim às dúvidas e descobre se ele é ou não o homem da sua vida ou isso tudo é só fogo de palha. Por outro lado, tem que saber que vai arriscar seu relacionamento de anos por uma aventura que pode durar apenas algumas horas. Esse pode ser ainda o início de uma vida dupla. O que talvez seja mais penoso que as dúvidas que você tinha antes.
"Um caso relâmpago nem sempre é um problema. Pode servir de respiro para o relacionamento", diz Marina. E pode mesmo. Às vezes, mulheres que encontram um amante de uma noite se lembram do que faziam com o marido no início do relacionamento e levam essas "novidades" para a vida que têm com eles. Só que, se esse caso de algumas noites começa a ocupar um espaço muito grande na sua vida, se você começar a pensar mais nele que no homem com quem vive, então pode ser a hora de questionar se a sua antiga relação tem razões para continuar existindo.

Comentários neste artigo

 

Portal Oclick. De bem com a Vida!
Todos os direitos reservados.
Acesso Rápido:
iSoluçõesWEB